Categorias
Sem categoria

Olá, mundo!

Boas-vindas ao WordPress. Esse é o seu primeiro post. Edite-o ou exclua-o, e então comece a escrever!

Categorias
Sem categoria

Dicas para perder a barriga em 1 mês

Com a correria do dia a dia, acabamos esquecendo de nos cuidar de forma correta; esquecemos até mesmo de tomar água. Cuidar da nossa saúde é uma forma de prolongar nosso tempo de vida e melhorar nosso bem-estar e satisfação com nosso corpo.

Nem sempre conseguimos tirar aquele tempinho para ir à academia ou praticar outras atividades, mas podemos fazer alguns exercícios em casa mesmo, pela manhã ou a noite.

É importante alongar o corpo antes de qualquer exercício. Os alongamentos melhoram a flexibilidade muscular, previnem e tratam dores musculares e articulares. É simples, rápido e eficaz.

COMO TER UMA BOA SAÚDE

– Dormir bem

Essa é clichê, tudo bem, mas é a dica mais fácil de ser seguida. Entendemos que com a rotina pesada durante a semana fica um pouco difícil de dormir mais de 8 horas por noite. Para suprir essas horas de sono a mais, é interessante investir em um bom colchão e travesseiro (se possível ortopédico) para que seu corpo possa relaxar nas horas de sono da melhor forma.

– Alimentação

Esteja aberto a inserir legumes e verduras em suas refeições. Deixe de lado a gordura, fritura e prefira assados. E não se esqueça de diminuir o sal! Para sobremesa, opte por frutas sempre que possível. Beba sempre bastante água!

– Exercícios físicos

Vale tirar 1 hora do seu dia para alongar e exercitar seu corpo e assim, evitar dores musculares. É possível praticar exercícios simples que duram 15/30 segundos cada um, e claro, com a ajuda de um profissional da área. Respire bem tranquilamente enquanto fizer os exercícios. Um ato tão simples, mas que faz total diferença.

– Mente sã

O estresse é um grande vilão na manifestação de doenças. Tente lidar com as pressões do dia a dia, não tente abraçar o mundo, apenas seja responsável pelo que você consiga fazer.

A mente e o corpo estão ligados e se sua mente vai mal, seu corpo também fica mal. Faça um equilíbrio para se manter estável.

EXERCÍCIOS PARA PERDER BARRIGA

 – Caminhada ou corrida

A caminhada e corrida são os exercícios físicos mais simples e acessível para quem deseja começar a se movimentar. Essa atividade requer apenas um tênis adequado e confortável, disposição e animo para caminhar pelas redondezas de seu bairro até avançar para a corrida. O tempo recomendado é de no mínimo 30 minutos por dia. O aeróbico é fundamental para a perda de gordura corporal.

corrida

– Flexão de braço

Flexão de braço é um exercício que pode trazer benefícios tanto para iniciantes quanto para os mais avançados.

flexão de braço

– Pular corda

Pular corda ajuda a perder barriga sem sair de casa de forma rápida e prática. Inicie devagar e aumente a velocidade e duração desta atividade com o tempo.

pular corda

– Pranchas

As pranchas são os exercícios para perder barriga mais utilizada por profissionais. Elas são consideradas um exercício abdominal que pode ter várias formas de ser realizado. Comece por alguns segundos e vá aumentando a duração da posição com o tempo.

– Agachamento

O agachamento é um exercício que movimenta vários musculares do corpo com a extensão e flexão do quadril e joelhos, mas é preciso ter cuidado ao realiza-lo.

agachamento

LEIA TAMBÉM: O segredo para envelhecer bem

 

Clique aqui e saiba mais!

 

 

Fonte: https://www.minhavida.com.br/fitness/tudo-sobre/21051-exercicios-para-emagrecer

Categorias
Sem categoria

Colesterol Bom x Colesterol Ruim: o que são?

O colesterol é um tipo de gordura produzida pelo nosso organismo, sendo de grande importância para manter as células funcionando, produzir alguns tipos de hormônios e vitamina D, por exemplo.

Para circular pelo corpo, o colesterol se associa a proteínas, dando origem às lipoproteínas, sendo HDL (alta densidade) e o LDL (baixa densidade). Tanto o excesso de colesterol no sangue quanto o baixo nível podem ser prejudiciais ao corpo.

TIPOS DE COLESTEROL

HDL (colesterol bom): Faz bem para o coração. Carrega o colesterol das suas artérias para o seu fígado.

LDL (colesterol ruim): Faz mal ao coração.  Carrega o colesterol do fígado para os tecidos e pode se acumular nas artérias.

FONTES DE COLESTEROL

Gordura Boa Gordura Ruim
Azeite de oliva

Óleo de canola

Abacate

Nozes

Linhaça

Sardinha

Salmão

Aves com pele

Queijos amarelos

Embutidos

Maionese

Leite

Carne vermelha

Frituras

10 FATOS SOBRE COLESTEROL

De acordo com uma publicação no portal da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, há 10 fatos que todos precisam saber sobre colesterol. Confira:

1 – Colesterol é necessário ao organismo: O colesterol é um tipo de gordura que faz parte da estrutura das células do cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração. Ele é essencial para o funcionamento destas células. É importante para a formação de hormônios de vitamina D e até ácidos biliares, que ajudam na digestão das gorduras da alimentação.

2 – O excesso de colesterol ruim é que causa infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral): O colesterol  no sangue  circula ligado a lipoproteínas chamadas de colesterol bom (HDL) e colesterol ruim (LDL). O excesso de LDL é que está associado às doenças cardíacas. O excesso de colesterol bom (HDL), por outro lado, até protege das doenças cardíacas. Por isso, quando medimos o colesterol total no sangue, precisamos sempre saber o quanto se deve ao colesterol bom e o quanto se deve ao ruim. Só o ruim precisa ser tratado.

3 – O excesso de colesterol ocorre por fatores genéticos e alimentares: Cerca de 70% do colesterol no sangue vem do fígado e apenas 30% vêm da alimentação. Depois de passar pela circulação sanguínea, o colesterol precisa ser removido novamente pelo fígado para formar bile. Os níveis de colesterol no sangue dependem, portanto, principalmente da capacidade do fígado em removê-lo. Isso varia de pessoa para pessoa.

4 – Pessoas magras podem ter colesterol alto: É importante saber que ter excesso de peso não significa ter colesterol alto. Pessoas magras também têm colesterol alto. Isso porque os níveis de colesterol no sangue dependem muito mais da taxa de remoção do colesterol pelo fígado, que é genética. Se você tem um parente de primeiro grau (por exemplo: pai, mãe, irmãos) com colesterol alto, sua chance de ter colesterol alto é maior.

5 – O colesterol ruim forma placa de ateroma: O excesso de LDL (colesterol ruim) causa doenças vasculares porque se deposita, sem dar sintomas, na parede interna das artérias e gradualmente vai formando uma placa chamada ateroma. Estes ateromas vão obstruindo gradualmente as artérias e podem acabar causando Infarto agudo do miocárdio e AVC.

6 – Importante controlar os outros fatores de risco: Leva muitos anos para uma placa de ateroma se desenvolver e, com isso, provocar infarto ou AVC. Quanto mais avançada a idade, maior o risco. É muito importante então, manter também os outros fatores de risco tradicionais bem controlados. Além dos níveis de LDL, é preciso controlar a glicose, a pressão, parar de fumar e reduzir o peso, quando excessivo.

7 – É importante o estilo de vida saudável: O estilo de vida é muito importante na redução do risco de infarto e AVC. Evitar o  sedentarismo, evitar comer alimentos com gordura saturada e evitar fumar são medidas importantes a serem seguidas. Os alimentos que mais aumentam o colesterol são a gema dos ovos, o bacon, a pele da carne das aves, a manteiga, o creme de leite, a nata, as frituras, as salsichas, e embutidos e a carnes.

8 – Todos acima de 10 anos devem dosar o colesterol: Todos os adultos e crianças acima de 10 anos devem dosar o colesterol e suas frações pelo menos uma vez. Se elevados, deve-se consultar um endocrinologista para definir o risco cardiovascular individual e planejar um tratamento adequado.

9 – O tratamento é preventivo e permanente: O tratamento do colesterol deve ser preventivo e para a vida toda. O objetivo é reduzir o risco cardiovascular. Não adianta tratar por um período e depois abandonar o tratamento, pensando em cura. Na verdade não se busca uma cura e sim um controle que pode ser feito por medidas de estilo de vida ou medicamentos.

10 – O tratamento reduz mortalidade: As estatinas são as medicações mais importantes no controle do colesterol. O tratamento adequado reduz a mortalidade. A cada 40mg/dL de colesterol LDL reduzido, a mortalidade por infarto se reduz em 20%. Portanto, quanto mais alto o colesterol, mais importante é o tratamento.

 

LEIA TAMBÉM: Labirintite tem cura?

 

Clique aqui e saiba mais!

 

Fontes: https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-o-colesterol/

https://www.ladoaladopelavida.org.br/colesterol-o-que-e-doencas-autoadquiridas

Categorias
Sem categoria

Tratamento para psoríase

Psoríase é uma doença inflamatória da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa. Apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente, com incidência genética em cerca de 30% dos casos, podendo também estar relacionada ao sistema imunológico, às interações com o meio ambiente.

Essa doença de pele é caracterizada por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em placas, que geralmente aparecem no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. A psoríase não é contagiosa e o contato com pacientes não precisa ser evitado.

TIPOS DE PSORÍASE

– Psoríase vulgar: Lesões de tamanhos variados, delimitadas e avermelhadas, com escamas secas, aderentes, prateadas ou acinzentadas que surgem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos;

– Psoríase invertida: Lesões mais úmidas, localizadas em áreas de dobras como couro cabeludo, joelhos e cotovelos;

– Psoríase gutata: Pequenas lesões em forma de gotas, associadas a processos infecciosos. Geralmente, aparecem no tronco, braços e coxas e ocorrem com maior frequência em crianças e adultos jovens;

– Psoríase eritrodérmica: Lesões generalizadas em 75% ou mais do corpo;

– Psoríase ungueal: Surgem depressões puntiformes ou manchas amareladas, principalmente nas unhas das mãos;

– Psoríase artropática: Em cerca de 8% dos casos, pode estar associada a comprometimento articular. Surge de repente com dor nas pontas dos dedos das mãos e dos pés ou nas grandes articulações como a do joelho;

– Psoríase postulosa – aparecem lesões com pus nos pés e nas mãos ou espalhadas pelo corpo;

– Psoríase palmo-plantar: as lesões aparecem como fissuras nas palmas das mãos e solas dos pés.

FATORES DE RISCO

Além do fator genético, alguns riscos podem aumentar as chances de uma pessoa adquirir a doença ou piorar o quadro clínico já existente, tais como:

– Histórico familiar: De 30% a 40% dos pacientes com psoríase têm histórico familiar da doença;

– Estresse: Pessoas com altos níveis de estresse possuem sistema imunológico debilitado que facilita o aparecimento da doença;

– Obesidade: Excesso de peso pode aumentar o risco de desenvolver a doença. A psoríase invertida é mais comum em pessoas negras e HIV positivos.

– Tempo frio: Com a baixa temperatura, a pele fica mais ressecada e a psoríase tende a piorar. A inflamação na pele tende a melhorar com a exposição solar;

– Consumo de bebidas alcoólicas;

– Tabagismo.

SINTOMAS DE PSORÍASE

– Manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas;

– Pequenas manchas brancas ou escuras residuais pós lesões;

– Pele ressecada e rachada; às vezes, com sangramento;

– Coceira, queimação e dor;

– Unhas grossas,  sulcadas, descoladas e com depressões puntiformes;

– Inchaço e rigidez nas articulações;

– Em casos de psoríase moderada, pode apresentar apenas um desconforto por causa dos sintomas;

– Nos casos mais graves, pode ser dolorosa e provocar alterações que impactam significativamente na qualidade de vida e na autoestima do paciente;

– Os sintomas variam de paciente para paciente, conforme o tipo da doença.

TRATAMENTO PARA PSORÍASE

Psoríase não tem cura, mas há tratamentos que melhoram a qualidade de vida do paciente. Não formas de prevenir a doença, embora seja possível controlar a reincidência.

Os tratamentos mais comuns são:

– Tratamento tópico: medicamentos em cremes e pomadas, aplicados na pele. Podem ser usados em conjunto com outros tratamentos ou sozinhos, em casos de psoríase leve;

– Tratamentos sistêmicos: remédios em comprimidos ou injeções, normalmente indicados para pacientes com psoríase de moderada a grave e/ou com artrite psoriásica;

– Tratamentos biológicos: medicamentos injetáveis indicados para o tratamento de pacientes com psoríase moderada a grave;

– Tratamento por Fototerapia: exposição da pele à luz ultravioleta de forma consistente e com supervisão médica. O tratamento deverá ser feito por apenas profissionais especializados.

RECOMENDAÇÕES

– Evite o ressecamento da pele utilizando bastante hidratante;

– É importante pegar um pouco de sol pela manha ou fim da parte, lembrando-se de passar creme hidratante ou terapêutico;

– Evite a ingestão de bebidas alcoólicas;

– Evite o estresse e o esgotamento emocional;

– Lembre-se que a psoríase não é contagiosa e você não precisa se isolar do mundo;

É imprescindível consultar regularmente um dermatologista e seguir o tratamento e orientações à risca. Isso o ajudará a controlar as crises.

LEIA TAMBÉM: Cuidados diários para ter uma pele bonita

Clique aqui e saiba mais!

 

Fonte: https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/psoriase/

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/psoriase/18/

Categorias
Sem categoria

Labirintite tem cura?

A Labirintite, como é popularmente conhecida, são processos inflamatórios, infecciosos e tumorais, doenças neurológicas, compressões e alterações genéticas que afeta o labirinto e suas estruturas responsáveis pela audição (cóclea) e pelo equilíbrio (vestíbulo), provocando crises de labirintopatias e vestibulopatias.

É muito comum chamarmos qualquer distúrbio no interior do ouvido de labirintite, mas o termo correto é labirintopatia, sendo labirintite uma delas. A labirintopatia normalmente se manifesta após os 40 ou 50 anos de idade decorrente de mudanças metabólicas.

Os principais sintomas são as tonturas, uma sensação de desequilíbrio, instabilidade e queda, e e as vertigens, uma sensação de que o ambiente gira ao redor do corpo, ou que a pessoa gira em relação ao ambiente que está.

TIPOS DE LABIRINTITE

Podemos dividir as causas da labirintite em Virais (decorrentes de infecções por vírus na boca, nariz e vias aéreas), Bacterianas (invasão de uma bactéria no labirinto) e Emocionais (causada pelo estresse).

SINTOMAS DE LABIRINTITE

 – Colesterol, triglicérides e ácido úrico em níveis altos;

– Náuseas;

– Vômitos;

– Sudorese;

– Alterações gastrointestinais;

– Perda de audição ou audição diminuída;

– Zumbido;

– Tontura;

– Vertigem.

FATORES DE RISCO PARA DESENVOLVER LABIRINTITE

 Idade;

– Hipoglicemia;

– Diabetes;

– Hipertensão;

– Otites;

– Consumo excessivo de álcool, café e/ou açúcar;

– Ácido úrico alto;

– Má alimentação;

– Fumo;

– Uso de alguns antibióticos e anti-inflamatórios;

– Estresse;

– Ansiedade.

TRATAMENTO PARA LABIRINTITE

O tipo de tratamento e diagnóstico devem ser feitos por um médico otorrinolaringologista que indicará o melhor medicamento para combater o incomodo.

Procure sempre um médico. Não se automedique!

COMO PREVENIR CRISES DE LABIRINTITE

– Beba bebidas alcoólicas com moderação. Se possível, não beba;

– Não fume;

– Controle os níveis de colesterol, triglicérides e a glicemia;

– Mantenha uma dieta saudável e equilibre o seu peso;

– Não faça grandes intervalos entre refeições;

– Pratique exercícios físicos regularmente;

– Beba bastante água;

– Evite bebidas com gás;

– Faça tratamento para evitar as crises de ansiedade;

– Tente diminuir o estresse.

O QUE FAZER EM CASO DE CRISES

– Deite confortavelmente e descanse quando os sintomas aparecerem;

– Retorne as atividades aos poucos;

 – Evite mudanças de posição bruscas;

– Não tente ler;

– Evite luzes fortes;

– Jamais dirija durante uma crise de labirintite ou sob o efeito de medicamentos do tratamento para essa doença.

LABIRINTITE TEM CURA?

Sim, a labirintite pode ter cura. Tudo depende da causa e da realização correta do tratamento, feito por um médico.

Os sintomas mais graves normalmente desaparecem em uma semana. A maioria dos pacientes apresenta melhora de dois a três meses de tratamento.

LEIA TAMBÉM: Como prevenir pneumonia?

 

Clique aqui e saiba mais!

 

Fontes: https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/labirintite/

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/labirintite

Categorias
Sem categoria

Como prevenir pneumonia?

A pneumonia é uma infecção que acomete os pulmões, podendo atingir a região dos alvéolos pulmonares. Essa doença é provocada pela presença de um agente infeccioso ou irritante (bactérias, vírus, fungos e por reações alérgicas). Esses agentes infecciosos são costumam ser transmitidos facilmente.

Normalmente, a pneumonia é associada a pessoas mais velha, porém, essa doença pode se desenvolver em qualquer idade. É preciso ficar atento aos sintomas para o diagnóstico precoce. São eles: febre alta, tosse, dor no tórax, alterações na pressão arterial, confusão mental, mal estar generalizado, falta de ar, secreção de muco purulento de cor amarelada ou esverdeada, toxemia (excesso de toxinas no sangue) e prostração.

FATORES DE RISCO

– Fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos;

– Álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório;

– Ar-condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção por vírus e bactérias;

– Gripes mal cuidadas;

– Mudanças bruscas de temperatura.

TIPOS DE PNEUMONIA

Pneumonia viral: é uma infecção causada por um vírus que se instala nos pulmões.

Pneumonia bacteriana: ocorre quando a imunidade está baixa e há bactérias presentes no nariz, boca, garganta, pele e sistema digestivo. É a mais comum entre a população geral.

Pneumonia química: é também conhecida como pneumonite química,. Esse tipo de pneumonia é diferente das outras, pois não é causada por vírus ou bactérias, mas sim pela inalação de substâncias agressivas ao pulmão, como a fumaça, agrotóxicos ou outros produtos químicos.

Pneumonia por fungos: a pneumonia causada por fungos é o tipo mais raro e também o mais agressivo. É mais comum aparecer em pessoas com doenças crônicas e imunodeprimidas, como pacientes soropositivos ou pacientes oncológicos.

PNEUMONIA É CONTAGIOSA?

A pneumonia causada por vírus são facilmente transmitidas de uma pessoa para outra. Já no caso pneumonia por bactérias, que são as mais comuns, é mais difícil a transmissão, mas também pode ocorrer, dependendo do nível da imunidade do individuo.

COMO EVITAR PNEUMONIAS

 – Não fume;

– Beba com moderação;

– Mantenha o tratamento para gripe até a liberação do médico;

– Mantenha a manutenção do ar-condicionado em dia e de acordo com o fabricante;

– Evite mudanças bruscas de temperatura;

– Procure atendimento médico para diagnóstico precoce de pneumonia, para diminuir a probabilidade de complicações;

– Vacinação;

– Lavar as mãos com frequência;

– Evitar aglomerações.

Em caso de presença dos sintomas, consulte um médico o mais rápido. O diagnóstico precoce aumenta as chances de sucesso no tratamento e salva vidas. Cuide da sua saúde!

LEIA TAMBÉM: É gripe ou resfriado? Saiba as diferenças

Clique aqui e saiba mais!

 

Fonte: https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/pneumonia/

Categorias
Sem categoria

Estrias: como prevenir e formas de tratamento

As temidas estrias são rupturas na pele causada pela pouca elasticidade da mesma, que se rompe e formam “cicatrizes” na pele. As estrias passam pelos estágios de vermelhas, roxas e brancas. Normalmente ocorre na gestação, ganho de peso, na adolescência (quando o corpo se desenvolve muito rápido) e no uso prolongado de corticoides (remédio que diminui a produção de colágeno na pele).

É comum que apareçam estrias na barriga, seios, atrás/lado dos braços, culote, glúteos e coxas. Apesar de as mulheres serem mais propensas a ter estrias, os homens costumam tê-las nas costas ou braços.

É POSSÍVEL ELIMINÁ-LAS?

Muita gente diz que não tem mágica para tirar estrias, principalmente no estágio branco. Mas com alguns procedimentos é possível reduzi-las a ponto de quase não ser visível.

Os procedimentos para tirar estrias devem ser indicados e realizados apenas por profissionais de saúde e estética. Tais como:

– Cosméticos específicos;

– Peeling com ácido retinóico;

– Laser de CO2;

– Luz pulsada;

– Dermaroller;

– Dermoabrasão;

– Intradermoterapia;

– Galvanoterapia.

Esses tratamentos tem a função de estimular a corrente sanguínea local para favorecer a formação de novas células de colágeno e elastina, diminuindo e estreitando as estrias até que elas desapareçam por quase ou totalmente.

COMO PREVENIR NOVAS ESTRIAS

Para prevenir que novas estrias apareçam é preciso hidratar muito bem a pele com óleos e hidratantes, beber bastante água e evitar o ganho de peso. Na gravidez, é preciso hidratar muito bem a barriga para que a pele não se rompa com o crescimento do bebe.

Antes de tentar utilizar qualquer receitinha ou remédio na intenção de tirar as estrias, consulte um médico ou esteticista. Não exponha sua pele a agentes desconhecidos, isso pode causar danos piores e irreversíveis. Busque sempre ajuda de um profissional qualificado!

 

LEIA TAMBÉM: Cuidados diários para ter uma pele bonita

 

Clique aqui e saiba mais!

Categorias
Sem categoria

Cuidados diários para ter uma pele bonita

Cuidar da nossa pele nunca é demais, mas muitas vezes é deixada de lado pela correria do dia a dia. Para quem buscar meios naturais para manter a pele bonita e saudável, os tratamentos caseiros são as melhores opções, além de ser mais em conta.

Para aqueles que preferem comprar os produtos já prontos e dispõe de uma verba para investir nos dermocosméticos também é uma ótima opção. Existem várias opções que se adequam ao seu bolso!

Antes de começar a cuidar da pele é importante que você faça uma limpeza de pele profunda com um profissional de estética para tirar as impurezas e os possíveis cravinhos, para assim, começar a cuidar da pele em casa.

Vamos começar?

CUIDADOS DIÁRIOS COM O ROSTO

– DEMAQUILANTE

Não é à toa que a nossa avó sempre nos dizia para não dormir com maquiagem no rosto. Não é lenda, maquiagem deve ser retirada SEMPRE antes de dormir! Nossa pele precisa respirar durante a noite, e isso só é possível com a pele limpa. Use um demaquilante, água micelar ou óleo de coco para remover a maquiagem no fim do dia.

– SABONETE LÍQUIDO

É recomendado que você compre um sabonete liquido neutro para o rosto de sua preferencia. Ao acordar e antes de dormir, lave o rosto com o sabonete para tirar a oleosidade e impurezas. Procure por produtos ideais para o seu tipo de pele (seca, oleosa ou mista).

– TÔNICO

Após a higienização da pele, para garantir um melhor efeito, aplique um tônico de sua preferencia para diminuir a oleosidade e preparar os poros para receber a hidratação.

– HIDRATAÇÃO

A hidratação também deve ser feita diariamente. Além de beber bastante água, nossa pele também precisa de hidratantes. A pele se manterá hidratada e com elasticidade. Assim como os demais, busque utilizar creme ou gel específico para o seu tipo de pele. Você pode fazer esse passo antes de dormir.

– PROTETOR SOLAR

O uso diário do protetor solar é fundamental para manter a pele bonita, evitar manchas e atrasar o envelhecimento. Utilize o protetor ideal para o seu tipo de pele, lembrando de usar um protetor especifico para o rosto e outro para o restante do corpo.

CUIDADOS DIÁRIOS COM O CORPO

– BANHO

Os cuidados com a pele do corpo devem ser tomados a partir do banho, pois por mais que não vejamos, nossa pele pode ser agredida sem que possamos perceber. Por isso, vale levar em consideração algumas dicas:

– Utilize sabonetes de qualidade que não agridam sua pele;

– Não use buchas;

– Não tome banho com água muito quente;

– Sempre que possível, opte por agua fria;

– Para uma limpeza mais profunda, utilize esfoliante corporal durante o banho;

– Evite utilizar lamina de barbear para depilação. A pele acaba sendo cortada junto com o pelo. Se possível, opte por depilação à cera ou à laser. E sempre hidrate a pele após a depilação.

HIDRATAÇÃO

O maior segredo para ter uma pele bonita é beber bastante água. Para intensificar a hidratação, aplique seu creme hidratante de preferencia após o banho antes de dormir. Assim como o rosto, o restante do corpo também precisa ser hidratado.

PROTETOR SOLAR

Essa recomendação sempre estará entre os cuidados diários do corpo. Com sol ou chuva, é necessário aplicar protetor solar no corpo todo. Lembrando que utilizar um protetor especifico para o rosto e outro para o corpo. Assim a sua pele ficará mais bonita e envelhecerá bem mais tarde.

CUIDADOS SEMANAIS/QUINZENAIS COM A PELE

– ESFOLIAÇÃO

Após remover a maquiagem e lavar o rosto com um sabonete liquido especifico para sua pele, faça uma esfoliação para retirar as células mortas e rejuvenescer a pele. Você pode optar por cosméticos ou receitas caseiras como essas:

Esfoliação labial caseira: Coloque uma colher de sobremesa de açúcar e outra de mel. Misture-os e aplique no rosto com os dedos, massageando levemente os lábios por alguns segundos. Logo após, lave com água.

Esfoliação facial/corporal caseira: Coloque uma colher de sopa de café, 4 colheres de óleo de amêndoas e 2 colheres de água. Aplique e massageie levemente o rosto. Após, lave com água. Essa esfoliação também pode ser feita no corpo inteiro.

Após a esfoliação, hidrate bem a pele e não se esqueça do protetor solar. Por trás de uma pele bonita sempre tem um protetor solar e uma boa hidratação!

LEIA TAMBÉM: Como escolher o protetor solar certo para sua pele

 

Clique aqui e saiba mais!

Categorias
Sem categoria

Novembro Azul e o Câncer de Próstata

O Novembro Azul é mundialmente conhecido pelo mês de campanha e conscientização ao câncer de próstata. Assim como o Outubro Rosa, voltado para as mulheres, o mês de novembro tem como objetivo alertar os homens da importância de ir ao urologista para a realização de um exame simples, rápido, indolor e extremamente importante na prevenção da doença.

O câncer de próstata é uma doença silenciosa e, em alguns casos, sem sintomas e com evolução lenta. Com isso, há um enorme risco de que quando surgirem os sinais, a doença já esteja em estágio avançado. Quanto mais cedo for o diagnóstico, maiores serão as chances de cura.

SINTOMAS DE CÂNCER DE PRÓSTATA

O câncer de próstata em estágio inicial pode não apresentar sintomas, enquanto em estágio avançado pode mostra alguns alertas da doença, tais como:

– Urinar com frequência;

– Fluxo urinário fraco ou interrompido;

– Muita vontade de urinar noite;

– Presença de sangue na urina ou no sêmen;

– Disfunção erétil;

– Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés;

– Dor no quadril, costas, coxas, ombros ou outros ossos se a doença se disseminou.

POSSÍVEIS FATORES DE RISCO

Existem alguns fatores que podem possibilitar as chances do homem a desenvolver o câncer de próstata, tais como:

Idade: O risco de desenvolver a doença é maior com o avançar da idade. O maior número de homens diagnosticados no Brasil é acima de 55 anos.

Peso: O maior risco para o câncer de próstata aparecer é em homens obesos ou com peso corporal mais elevado.

Histórico de câncer na família: O câncer de próstata pode ter como fator de risco a hereditariedade. Homens que tiveram pai, avô ou irmãos com câncer de próstata antes dos 60 anos tem maior chance de desenvolver a doença.

TRATAMENTO

Após o diagnóstico da doença, o médico oncologista mostrará ao paciente as opções de tratamento que dependerá do estágio da doença e outros fatores que possam influenciar.

As principais formas de tratamento para homens com câncer na próstata são: conduta expectante, cirurgia, radioterapia, criocirurgia, hormonioterapia, quimioterapia e vacinas. O médico irá decidir se utilizarão mais de um tipo de tratamento para o paciente.

O tratamento é definido de forma diferente para cada paciente. É importante que o médico discuta todas as decisões no tratamento até os possíveis efeitos colaterais.

PREVENÇÃO

O maior problema que encontramos no momento da prevenção é o preconceito dos próprios pacientes na realização dos exames. O machismo instalado em nossa sociedade também assombra os homens, que em muitos casos, acham que vão perder sua masculinidade ao realizar o exame de toque retal. Mas não há motivos para preocupações. Ao realizar esse exame, nada mudará em sua personalidade ou orientação sexual.

Por isso, lembramos que é de grande importância incentivar e realizar o acompanhamento clínico anual a partir dos 45 de idade. Leve essa mensagem para todos os homens que você conhece e os conscientize sobre essa campanha que salva vidas!

 

LEIA TAMBÉM: Como parar de roncar a noite

 

Clique aqui e saiba mais!

 

Fonte: http://www.oncoguia.org.br/

Categorias
Sem categoria

Aromaterapia e os óleos essenciais

A aromaterapia é uma forma de tratamento que visa a cura mental e física através dos aromas dos óleos essenciais. Essa é uma prática terapeuta utilizada há centenas de anos atuando com as propriedades curativas dos óleos 100% puros para restabelecer o equilíbrio e harmonia pessoal.

Os benefícios dos óleos essenciais podem ser recebidos através de massagens, águas  de banho, inalação, argilas, cosméticos, etc. Para a maioria das pessoas, o tratamento é prazeroso, agradável e relaxante. Para cada óleo essencial há uma sensação diferente para o paciente de acordo com as propriedades do mesmo.

QUEM PODE UTILIZAR?

Pessoas de todas as idades podem utilizar os óleos essenciais, com exceção de alguns óleos vasodilatadores para pessoas hipertensas. É recomendado consultar um aromaterapeuta para saber as contraindicações dos óleos essenciais que deseja utilizar.

OS ÓLEOS ESSENCIAIS MAIS UTILIZADOS

Alecrim:
Estimulante da circulação. Revigorante, diurético. Esquecimento e cansaço. Não usar na gravidez, nem em hipertensos ou epilépticos.

Bergamota:
Antidepressivo e anti-infeccioso. Insônia, ansiedade, candidíase, falta ou excesso de apetite. Não se expor ao sol por 12h após aplicação na pele.

Camomila Romana:
Anti-inflamatório e analgésico. Dores musculares, dor de ouvido, cólicas e juntas inflamadas. Tratamento de peles sensíveis.

Capim Limão:
Revigorante, analgésico. Cansaço, nervoso, ansiedade e depressão. Aumenta a concentração. Relaxa crianças agitadas.

Cedro Atlas:
Estimulante linfático e diurético. Adstringente suave e tônico. Cicatriza pele com acne. Confortante. Usar em baixa concentração.

Cipreste:
Estimulante da circulação, cicatrizante, antitranspirante. Adstringente para peles oleosas. Ativa a concentração.

Citronela:
Estimulante mental e da criatividade. Repele insetos.

Copaíba:
Anti-inflamatório, expectorante, anti-infeccioso. Caspa, desordens da pele, úlceras estomacais, bronquite, dor de garganta, vermes.

Cravo:
Expectorante, Fungicida, antisséptico, analgésico, digestivo, afrodisíaco. Reumatismo, micose. Misture com tangerina no ambiente!

Eucalipto Citriodora:
Dores reumáticas. Tônico geral. Descongestiona vias respiratórias. Antisséptico, bactericida. Repele insetos.

Eucalipto Glóbulus:
Expectorante e descongestionante, combate sinusite, catarro e dor de garganta. Febre e dor muscular. Cansaço mental. Limpa o ambiente e renova a energia.

Eucalipto Staigeriana:
Relaxante dos nervos, expectorante, revigorante. Dores musculares. Aroma suave e cítrico. Limpa o ambiente.

Funcho (Erva Doce) :
Diurético e digestivo. Elimina toxinas. TPM e menopausa. Drenagem linfática. Usar bem diluído.

Gengibre:
Antispasmódico, anti-inflamatório, digestivo, aquecedor, afrodisíaco. Dores musculares, reumatismo, frigidez, náusea, depressão, frio.

Gerânio:
Tem ação diurética. Equilibra o sebo de pele. Anti-idade. Antidepressivo. Alivia a TPM, ansiedade e o cansaço nervoso.

Grapefruit:
Estimulante linfático, anti-celulítico, aperitivo, digestivo, antidepressivo, revigorante. Inapetência, estresse, nervoso. Harmonizante.

Hortelã Pimenta:
Expectorante e refrescante. Estimula o cérebro e clareia o pensamento. Alivia a febre, dor de cabeça e náusea. É depurativo e tônico digestivo. Cólicas, tosse sufocante e azia.

Jasmim:
Afrodisíaco sensual. Revigora e acalma os nervos. Regenerador celular para peles secas, sensíveis ou maduras. Relaxa, sem sedar.

Junípero:
Diurético, anti-reumático, anti-celulítico, expectorante. Infecções urinárias, gota, artrose. Purificador emocional.

Laranja Azeda:
Revigora. Alivia a ansiedade. Combate a insônia e a prisão de ventre. Auxilia na eliminação das toxinas. Não se expor ao sol por 12h após aplicação na pele.

Laranja Doce:
Alivia a ansiedade e a depressão. Ajuda a desfazer as gorduras localizadas e a celulite. Alegra em aroma ambiental. Não se expor ao sol por 12h após aplicação na pele.

Lavanda:
Equilibra o físico, mental e emocional. Anti-estresse, insônia. Desintoxica. Cicatrizante e regenerador dos tecidos. Queimaduras, cortes e acnes. Picada de insetos e feridas.

Lavandim:
Sub-espécie da Lavanda com maior concentração de cânfora. Suave sedativo, repelente de insetos, analgésico e cicatrizante.

Limão:
Ativa a concentração. Alivia o cansaço mental. Antidepressivo. Diurético e tônico geral. Imunoestimulante e antivirótico. Não se expor ao sol por 12h após aplicação na pele.

Litsea Cubeba:

Refrescante, revigorante e antidepressivo. Massagem para celulite. Depressão, estresse, cansaço e tensão nervosa.

Manjericão:
Antispasmódico, diurético, expectorante, tônico, calmante. Dor de garganta, má-digestão, prisão de ventre, cólica, ansiedade, insônia.

Manjerona:
Analgésico e anti-infeccioso. Artrite, enxaqueca, dor muscular, reumatismo. Pressão arterial alta. Bronquite. Afrodisíaca.

Olíbano:
Regenerador físico e energético. Revitalizante. Melhora a respiração, cicatrizante. Rejuvenescedor. Excelente para a meditação.

Palmarosa:
Anti-infeccioso, tônico geral, regenerador celular. Hidratante e adstringente. Estresse e tensão. Use bem diluído.

Patchouly:
Estimulante sensual e afrodisíaco. Anti-inflamatório e antisséptico. Fungicida e regenerador celular. Tônico emocional.

Petitgrain:
Manifesta alegria e criatividade. Atua nos casos de má digestão. Fresco, cítrico e levemente amadeirado. Gera um clima florestal, de liberdade e bem-estar.

Rosa:
“Poderoso” antidepressivo. Depurativo, regulador. Adstringente. Peles ressecadas, sensíveis ou envelhecidas. Afrodisíaco. Tônico dos sistemas circulatório, digestivo e nervoso. Falta de auto-estima.

Sálvia Esclaréia:
Relaxa o físico e o mental. Alivia o estresse e a tensão. Adstringente para pele oleosa e com acne. Alivia os sintomas da menopausa e TPM. Evitar na gravidez

Sândalo:

Afrodisíaco sensual, balsâmico e sedativo. Antisséptico, recuperação pós-parto, diarreia e gripe. Repelente de insetos. Meditação.

Tangerina:
Tônico estimulante do fígado e estômago. Antidepressivo. Esgotamento. Irritabilidade e tensão nervosa. Estrias.

Tea Tree:

Poderoso imunoestimulante. Bactericida, fungicida e antivirótico. Micose e sarnas. Cicatrizante para cortes profundos. Acne, picada de insetos, dor de garganta, bronquite, infecções.

Vetiver:
Tônico circulatório. Relaxante na tensão e estresse. Alivia dores musculares, varizes e cansaço nas pernas. Ideal para pessoas aéreas.

Ylang Ylang:

Antidepressivo, afrodisíaco. Tensão, ansiedade e irritabilidade. Diminui o ritmo cardíaco e respiratório. Raiva, frigidez e estresse.

COMO UTILIZAR OS ÓLEOS ESSENCIAIS NO AMBIENTE

Utilize um difusor/aromatizador de ambiente elétrico para exalar o aroma dos óleos.

Para a insônia:

Coloque 6 gotas de óleo essencial de laranja, completando o restante com água.

Para gripe:

Coloque 5 gotas dos óleos essenciais de tomilho, tea tree e laranja.

Para relaxamento:

Coloque 5 gotas de óleo essencial de tangerina, cobrindo o restante com água.

Para acalmar:

Coloque 5 gostas de lavanda.

Para ansiedade:

Coloque 5 gotas do óleo de preferencia (bergamota, cedro, cipreste, gerânio, lavanda, patchouli).

Para namorar:

Coloque 5 gostas de ylang ylang (afrodisíaco).

COMO UTILIZAR OS ÓLEOS ESSENCIAIS PARA MASSAGEM

Para ansiedade:

60ml de óleo vegetal + 10 gotas de óleo essencial de cedro + 10 gotas de óleo essencial de lavanda + 10 gotas de óleo essencial de tangerina.

Apatia:

60ml de óleo vegetal + 25 gotas de óleo essencial de alecrim + 5 gotas de óleo essencial de patchouli.

Melancolia:

60ml de óleo vegetal + 20 gotas de óleo essencial de lavanda + 10 gotas de óleo essencial de bergamota + 5 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta.

Irritabilidade:

60ml de óleo vegetal + 20 gotas de óleo essencial de lavanda + 7 gotas de óleo essencial de cipreste.

Fadiga mental:

60ml de óleo vegetal + 10 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta + 15 gotas de óleo essencial de lavanda + 5 gotas de óleo essencial de alecrim.

LEIA TAMBÉM: Os incríveis benefícios do Óleo de coco

Clique aqui e saiba mais!

Fontes: http://www.bioessencia.com.br/produtos-bioessencia/oleos-essenciais/

https://www.wemystic.com.br/artigos/receitas-de-aromaterapia-com-uso-de-oleos-essenciais/